Sporting

Recorde-se que os valores mobiliários obrigatoriamente convertíveis são uma garantia de liquidação do valor correspondente, neste caso 80 milhões de euros, que têm um prazo de maturidade de doze anos: ou seja, se até 16 de dezembro de 2026 o Sporting não liquidar os 80 milhões, os valores transformam-se em ações e os bancos ficam com a maioria do capital da SAD.

Fica assim encerrada a tão prometida reestruturação financeira. Em traços gerais permitiu ao Sporting o seguinte:

1 - a renegociação dos financiamentos bancários existentes mediante a contratação de novas linhas de financiamento em condições mais vantajosas. 

2 - o aumento de capital da Sporting SAD por conversão de dívida da SAD à Holdimo, sendo que esta subscreveu vinte milhões de ações ao preço unitário de um euro e devolveu ao clube a percentagem que detinha do passe de vinte jogadores.  

3 - a emissão de novos valores mobiliários obrigatoriamente convertíveis (VMOC) em acções da Sporting SAD por conversão de dívida dos Bancos. 

4 - a disponibilização de uma linha de crédito intercalar de 20 milhões de euros, para reembolsar o empréstimo obrigacionista «Sporting SAD 2014» que vence em novembro. 

Leia o comunicado na íntegra:

«Em cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248º, nº1 al. a) do Código dos Valores Mobiliários, a SPORTING CLUBE DE PORTUGAL - FUTEBOL, SAD (Sporting SAD) informa o seguinte:

Na presente data, a Sociedade procedeu à emissão de 80.000.000 (oitenta milhões) de Valores Mobiliários Obrigatoriamente Convertíveis em acções da sociedade (VMOC), escriturais e nominativos, ao valor nominal de 1 Euro cada, com prazo de 12 anos e com preço de subscrição de 1 Euro cada, totalizando o montante de Euro 80.000.000,00 (oitenta milhões de euros).

Os VMOC são obrigatoriamente convertíveis em acções ordinárias (Categoria B) da Sporting SAD a um preço de conversão de 1 Euro cada, com taxa de juro anual bruta condicionada de 4%, devida quando existam resultados distribuíveis pela Sporting SAD no exercício económico findo anterior à data de pagamento de juros.

A emissão foi efectuada mediante subscrição privada com realização em espécie, consistindo na conversão de créditos detidos sobre a Sporting SAD, pelo Novo Banco SA, no montante de Euro 24.000.000,00 (vinte e quatro milhões de euros) e pelo Banco Comercial Português, S.A., no montante de Euro 56.000.000,00 (cinquenta e seis milhões de euros).

A identificada emissão de VMOC conclui o processo de reestruturação financeira e societária do Grupo Sporting, nos termos informados ao mercado, designadamente por comunicados de 14 e 21 de Novembro de 2014. 

Lisboa, 16 de Dezembro de 2014

O Conselho de Administração»