FIGURA: Salvio

Bastou uma oportunidade para fazer a diferença abrindo as hostilidades. Com o jogo taco a taco, o conjunto encarnado precisou dos seus rasgos individuais para acelerar. Teve algumas iniciativas perigosas e destacou-se pelo golo apontado. Rapidíssimo a entrar nas costas da defesa para fazer o desvio letal logo aos onze minutos. Sem o virtuosismo de outros jogos, teve papel preponderante no triunfo do conjunto encarnado.

MENÇÃO HONROSA: Cervi

A forma como galgou metros para servir Salvio no primeiro golo encarnado foi deliciosa. Bola sempre colada ao pé, deu muito trabalho a Esgaio, traçando combinações interessantes com Grimaldo, e pisando muitas vezes terrenos mais centrais. Os três pontos começaram a ser amealhados com a sua arrancada. Cruzou ainda para o terceiro golo do encarnados, somando duas assistências.

MOMENTO: golo de Salvio (11m)

Arrancada de Cervi pelo corredor central a aproveitar um autêntico buraco na equipa de Abel Ferreira, que estava desposicionada, porque a bola ainda segundos antes lhe pertencia. O argentino isolou o compatriota Toto Salvio nas costas da defesa bracarense, com este a valer-se da velocidade para ficar na cara de Matheus, desviando o esférico cm um toque subtil. Tento que encaminhou o conjunto de Rui Vitória, entrando e forma tranquila, a ganhar, na Pedreira. Lance muito rápido, com um tango argentino veloz a desequilibrar.

OUTROS DESTAQUES

Paulinho

Não fez o gosto ao pé diante do Rio Ave, mas voltou aos golos este noite, apontando o nono golo da época. Relegou Hassan para o banco de suplentes e rubricou uma exibição positiva, fazendo que o resultado se mantivesse aberto até perto ao fim.

Fejsa

Regresso imediato ao onze após cumprir castigo. O médio sérvio foi, uma vez mais, o pilar da equipa encarnada, cotando-se como uma unidade importante na primeira fase de construção de jogo e, ao mesmo tempo, peça-chave na pressão ao adversário e na recuperação de bolas.

Esgaio

Outro regresso. Também cumpriu castigo na última jornada, jogou mais recuado do que o costume, no lado direito da defesa, mas ainda assim esteve ativo ofensivamente. Serviu Ricardo Horta de forma açucarada, mas o lance não foi aproveitado.

Jonas

Já leva duas dúzias de golos esta época. Marcou pelo sétimo jogo consecutivo, à ponta de lança com um golpe de cabeça na área, desnivelando o resultado de forma preponderante para o desfecho do encontro.

Rosic e Bruno Viana

Os dois centrais com menos minutos do Sp. Braga jogaram novamente depois das indisponibilidades do último jogo. Abel manteve a confiança na dupla e deixou Raúl Silva no banco e a verdade é que não comprometeram.