FIGURA: Hurtado

Voltou ao onze para jogar no centro do terreno, rubricando uma prestação positiva, mas sobretudo eficaz. Marcou o golo inaugural de grande penalidade e atirou com estrondo ao ferro da baliza adversária ainda na primeira metade. Resolveu o jogo ao bisar na segunda metade. Atingiu a dúzia de golos esta época com aquele que foi o seu terceiro bis esta temporada. Melhor temporada do seu currículo no que à eficácia diz respeito.

MOMENTO: segundo golo de Hurtado (70m)

Insistência do V. Guimarães depois de o Desp. Aves sacudir a pressão num pontapé de canto, Heldon faz o passe açucarado no lado direito a deixar o peruano em boa posição. Ainda se atrapalhou na receção, mas foi a tempo de rematar para o fundo das redes batendo Facchini ao segundo poste.

POSITIVO: mascotes em convívio

À semelhança do que aconteceu na primeira volta as mascotes do V. Guimarães e do Desp. Aves, o Super Afonso e o Vermelhinho, respetivamente, animaram juntamente os adeptos. Uma ação que reforça o bom ambiente entre os dois clubes vizinhos, ainda que os derradeiros minutos do encontro tenham deixado a desejar neste capítulo.

NEGATIVO: Vítor Gomes e Raphinha lesionados

Uma das peças mais influentes do meio campo do Desp. Aves, Vítor Gomes teve de sair lesionado instantes antes do intervalo. O camisola número trinta lesionou-se sozinho e acabou por obrigar José Mota a mexer, dando o lugar no onze a Falcão. Na segunda metade foi Raphinha a sair lesionado, o atacante foi em maca diretamente para os balneários com um rosto visível de dor.

OUTROS DESTAQUES

Nélson Lenho

Esteve em foco no lado esquerdo da defesa do Aves. Para além de limitar a ação do principal elemento do Vitória, Raphinha, ainda lançou várias vezes para o ataque. Assistiu Amilton para o golo avense.

Konan

Boas subidas no corredor esquerdo, estando em crescendo de forma. Tirou cruzamentos perigosos e nota-se que está mais confiante nos últimos jogos. Um dos elementos mais competentes nas suas tarefas da equipa de Peseiro.

Tissone

Um médio de qualidade superior no setor intermediário do Desp. Aves. O argentino deu equilíbrio e qualidade à primeira fase de construção da equipa armada por José Mota. Jogador completo a dominar as operações no miolo.

Pedrão

Regressou ao onze e a defesa do Vitória sente isso. Dá maior capacidade física ao setor mais recuado e, sobretudo, mais cérebro ao processo defensivo. Ajudou a manter, ao lado do também regressado Jubal, a defesa mais consistente.