Acompanhe AO MINUTO o jogo de abertura da antepenúltima jornada da Liga no MAISFUTEBOL.

MOMENTO

V. Guimarães: o conjunto vimaranense deu sinais de ameaça de retoma com José Peseiro, mas os resultados continuaram intermitentes e o empate caseiro diante do V. Setúbal (1-1) a juntar à derrota em Santa Maria da Feira (2-1), hipotecaram definitivamente o sonho europeu. Lutando agora pela melhor classificação possível no meio da tabela, o Vitória aguarda apenas que a matemática confirme a impossibilidade de chegar ao quinto lugar.

Moreirense: quatro triunfos consecutivos em casa, o último dos quais sobre o Rio Ave (2-1), deixaram os Cónegos numa posição confortável no que às contas da permanência diz respeito. Com cinco pontos de margem para os lugares de despromoção, tendo em conta os confrontos diretos que há ainda para disputar, o Moreirense recorre à calculadora e pode ter motivos para sorrir já esta jornada.

INDISPONÍVEIS

V. Guimarães: Victor Garcia e Welthon (lesionados).

Moreirense: Hichem, Aberhoun e André Micael (lesionados), Tozé (empresado pelo V. Guimarães) e Rafael Costa (castigado).

DISCURSO DIRETO

José Peseiro (V. Guimarães): «Temos de ter honra e dignidade. Quem é profissional tem de fazer sempre o máximo em todos os momentos da sua atividade. Temos de respeitar o Moreirense e os outros clubes que estão na luta pela manutenção, tal como fizemos no Feirense. Vai ser um jogo difícil, temos a noção disso. Temos de tornar o jogo mias fácil com a nossa determinação e confiança. Esperamos um Moreirense mais fechado e isso obrigará a ter mais posse, que é isso que se exige a uma equipa do Vitória».

Petit (Moreirense): «É mais uma final para nós. Espero um Moreirense igual a si próprio. Esperamos um bom jogo contra uma boa equipa, será um dérbi apetitoso onde todos os jogadores querem estar presentes e trabalhamos no sentido de dar uma boa resposta. Teremos de estar concentrados, com uma grande atitude a perceber os momentos do jogo e aquilo que temos de fazer».

HISTÓRICO DE CONFRONTOS

Quatro triunfos nos últimos quatro dérbis do concelho realizados no Estádio D. Afonso Henriques são o exemplo da supremacia do V. Guimarães no que às receções ao Moreirense diz respeito. Em nove jogos contabilizam-se cinco triunfos para o V. Guimarães, dois para o Moreirense e igual número de empates. Os triunfos do Moreirense foram conseguidos consecutivamente na Taça de Portugal, pelo que o emblema da vila vimaranense nunca conseguiu vencer em casa do clube mais representativo do concelho em jogos do principal escalão do futebol português.

ONZES PROVÁVEIS

V. Guimarães

Moreirense