A FIGURA: Costinha. A preponderância do costume mas com versão ampliada

Encaixa na perfeição nas dinâmicas já interessantes que os sadinos apresentaram no primeiro jogo oficial da temporada. Do triângulo do meio-campo de Lito Vidigal, é o que está mais próximo do ataque. Fez o 1-0 aos 3 minutos quando furou o bloco defensivo a passe de Mendy e apareceu mais vezes em zonas de finalização, dando a entender que será, novamente, um dos faróis da equipa sadina, agora com o acrescento de poder ser ainda mais decisivo no último terço. Atirou ao poste numa cabeçada improvável à entrada para os 15 minutos finais. Fantástico arranque de Liga para o pequeno médio!

O MOMENTO: Falcão apanhado pelo VAR, 45+6

Se a missão do Desp. Aves já estava complicada, fruto do golo madrugador e da réplica da equipa da casa, mais difícil se tornou quando Falcão perdeu a cabeça. Agarrado por Costinha, tentou atingir o jogador sadino na queda e Hélder Malheiro deu-lhe ordem de expulsão depois de observar as imagens do lance. Atitude desnecessária que só prejudicou ainda mais o conjunto orientado por José Mota.

OUTROS DESTAQUES

Mendy: desengane-se quem pense que, apesar da elevada estatura (1,90m), o avançado franco-guineense não tem as características necessárias para partir das alas e provocar estragos. Surpreendentemente rápido e ágil, rasgou a defesa contrária com um passe de morte a isolar Costinha para o 1-0 e teve um punhado de outras ações muito interessantes. Caso sério nesta equipa de Lito Vidigal para 2018/19.

Cádiz: ameaçou várias vezes, viu um golo anulado, mas a ação constante em zonas de finalização fazia antever que não terminaria a tarde sem faturar. Apontou o 2-0 com o pé a passe de Zequinha, mas foi no jogo aéreo que mais se distinguiu, ganhando várias bolas perigosas na área contrária.

Zequinha: três anos depois, o filho da terra está de regresso a casa. A velocidade que o caracterizava mantém-se e protagonizou algumas incursões perigosas. Jogo positivo do extremo de 31 anos, com uma assistência para golo e ainda a falta sofrida que custou a expulsão do central Jorge Fellipe. Ficou perto do golo à passagem da meia-hora.

Beunardeau: ilibado numa tarde para esquecer em toda a linha para a equipa de José Mota. Duas defesas brilhantes, uma na primeira parte (32’, Zequinha) e outra aos 68’ a voar para a esquerda após livre teleguiado de Nuno Pinto.