Gilberto Madail, presidente da Federação Portuguesa de Futebol, sobre o empate frente à Suécia, em jogo de qualificação para o Mundial 2010, este sábado, no Dragão:

«Foi uma excelente exibição e, por circunstâncias que não consigo compreender, não conseguimos marcar. Para mim foi uma grande desilusão, porque jogámos o suficiente para ganhar, independentemente de um incidente ou outro.»

[Sobre as opções de Carlos Queiroz] «Não sou técnico. A única coisa que acho é que é profundamente injusto que Portugal tenha jogado com a desenvoltura que jogou, tenha dominado completamente a Suécia e não tenha marcado um único golo.»

[Sobre a desilusão no final, quando permaneceu sentado na tribuna] «Eu, particularmente, fiquei desiludido, porque pensei que a sorte pudesse aparecer mesmo aos 92 minutos.»

[Se acredita no apuramento] «Enquanto matematicamente for possível, acredito. Enquanto houver possibilidades vamos continuar a lutar.»