A figura: Diogo Gonçalves

Três golos e uma assistência são razão mais do que suficiente para ser eleito o melhor em campo, num jogo em que houve muita gente a brilhar. Foi do seu pé direito que saiu o golo que abriu caminho à goleada e esteve em foco em mais dois golos, além dos três que marcou. 

O momento: Diogo Gonçalves com pressa de resolver (8')

A equipa do Liechtenstein passou a quase totalidade dos primeiros minutos remetido ao seu meio-campo defensivo, atrás da linha da bola, mas nem isso impediu a equipa nacional de abrir o marcador dentro dos primeiros 10 minutos. Num livre direto superiormente batido, Diogo Gonçalves mostrou pressa em resolver e abriu caminho à goleada.

Outros destaques

João Carvalho

Podia até nem ter feito mais nada. O golo que o camisola 10 marcou mesmo a fechar a 1.ª parte era suficiente para fazer dele uma das figuras da partida. No interior da pequena área, João Carvalho desenhou uma obra de arte com apenas três pinceladas: a receção de peito, o toque com que tira o central da jogada e o encostar de pé direito para o 5-0. Sublime. Para ver e rever. Porém, a exibição do capitão da equipa de Rui Jorge não se pode resumir a esse lance, ou não tivesse sido ele o principal motor da equipa, a fazer a bola rodar pelo ataque até enconrar as brechas da defesa do Liechtenstein. E foi também o autor do 2-0, na conversão de uma grande penalidade.

Jorge Fernandes

Fez a sua estreia pela seleção sub-21 no estádio onde atua desde o mercado de dezembro. O central que está emprestado pelo FC Porto ao Tondela dificilmente poderia ter sonhado com um jogo mais tranquilo para dar mais este passo na sua afirmação. Não precisou de mais do que estar atento às (poucas) tentativas do Liechtenstein para incomodar.

Dalot

Sem necessidade de ter preocupações defensivas, integrou – sempre com qualidade – o carrossel ofensivo da equipa, criando muitas dificuldades aos homens que apareceram no corredor esquerdo da defesa do Liechtenstein. É do lateral do FC Porto a jogada e o cruzamento que estão na origem do 4-0, da autoria de Diogo Gonçalves.

João Félix

Na terceira aparição nos sub-21, estreou-se a marcar... de cabeça. Após cruzamento de Diogo Gonçalves, o médio do Benfica B só teve de encostar para dar ainda mais brilho a uma exibição muito positiva.