Maisfutebol

A vontade de regressar a terras lusas não tem apenas a ver com o aspecto desportivo. É que a família Lopes está para aumentar. «O meu primeiro filho nasce em Maio e a minha mulher está na Madeira», conta ao nosso jornal.

E como em Portugal poucos conhecem Manuel Lopes, o Maisfutebol pediu ao jogador luso que traçasse o seu próprio perfil. «Sou um jogador de trabalho, um trinco voluntário, que gosta de jogar de área a área. Há algumas semanas era o líder de recuperações de bola da Liga», disse.

Por terras lusas poucos conhecem este médio, mas o mercado grego vai despertando para um jogador que é titular indiscutível no nono classificado da Liga. «Em Dezembro estive para sair para o Aris de Salónica (sexto classificado), mas os clubes não chegaram a acordo, e o técnico também não tinha vontade de me deixar sair. De qualquer forma sinto-me bem no Panthrakikos», revela.

Com a família ausente, os dias são passados maioritariamente em casa. «Gosto muito de cozinhar. Quando não estou muito cansado, gosto de me dedicar a isso. Também vou à internet e vejo muita televisão, pois tenho o satélite. Por vezes vou ao café. Os gregos estão sempre no café, mas eu não gosto muito de ir», conta.