aqui

O F.C. Porto tem esta terça-feira uma prova mais de fogo. Um teste decisivo para aquilatar o real valor dos dragões no actual pelotão europeu: será o tricampeão português já capaz de se intrometer com um dos maiores entre os maiores? No seu melhor momento na Liga dos Campeões desde a conquista de Gelsenkirchen em 2004, a palavra pertence a Jesualdo Ferreira e respectivos pupilos.

Que F.C. Porto teremos no «Teatro dos Sonhos»? A equipa ousada, equilibrada e vertical que silenciou o Vicente Calderon no mês de Fevereiro ou a que soçobrou ridiculamente no Emirates Stadium em Setembro? Os indicadores recentes apontam para um crescimento sustentado e devidamente gerido por Jesualdo, mas nenhum dos obstáculos até agora contornados era sequer comparável ao actual Campeão do Mundo e da Europa.

Nas bancadas de Old Trafford estarão cerca de 75 mil pessoas, três mil das quais de cachecol azul e branco ao pescoço. É praticamente certo que vai chover à hora de jogo mas, caso a equipa se aproxime do rendimento de 2004, o banho de água fria vai acabar inteirinho nas cabeças sobranceiras dos britânicos. Às 19h45, o Maisfutebol estará no estádio do Manchester United pronto para seguir passo a passo todas as incidências.

John OShea à mercê de Hulk

Não existem grandes dúvidas na equipa a apresentar pelo F.C. Porto. Apesar da excelente resposta e dos golos apontados por Mariano Gonzalez e Ernesto Farías, Cristian Rodríguez e Lisandro Lopez têm regresso assegurado ao onze inicial, tal como Lucho.

O trio atacante dos dragões será, de resto, essencial para que o Manchester United perceba de uma vez por todas o que vale o conjunto português. Por aquilo que vimos diante do Aston Villa, a ausência de Rio Ferdinand no eixo da defesa inglesa fragiliza e de que maneira o sector mais recuado dos red devils. E depois há John OShea, um polivalente lento e limitado a actuar como lateral direito. Se estiver em «dia sim», Hulk pode arrasar o irlandês.

No Manchester United - que também não conta com Wes Brown, Owen Hargreaves, Anderson e Dimitar Berbatov -, atenções naturalmente viradas para Cristiano Ronaldo. O português atravessa um período intermitente mas a qualquer momento pode dar momentos de brilhantismo ao jogo. O duelo de domingo contra o Aston Villa comprova-o.

7 de Abril de 2009. Chegou o momento e não pode haver desculpas ou atenuantes. O F.C. Porto está no palco principal do futebol mundial e não há lugar a lapsos de memória ou erros casuísticos. Os dragões têm de ser grandes.

Equipas prováveis:

Árbitro: Konrad Plautz (Áustria)

MANCHESTER UNITED: Van der Sar; John OShea, Nemanja Vidic, Johnny Evans e Patrice Evra; Cristiano Ronaldo, Paul Scholes, Michael Carrick e Ryan Giggs; Wayne Rooney e Carlos Tevez.

F.C. PORTO: Helton; Sapunaru, Rolando, Bruno Alves e Cissokho; Fernando, Raul Meireles e Lucho Gonzalez; Lisandro, Hulk e Rodríguez.