«É um orgulho receber esta distinção. É um reconhecimento pelo trabalho feito até aqui e uma motivação extra para ajudar o clube a alcançar os seus objectivos. Trabalho todos os dias para ter mais oportunidades, mas tenho de respeitar as decisões do treinador», começou por dizer.

O internacional sub-21 falou aos jornalistas após o apito final no clássico do Dragão, reconhecendo que o nulo foi favorável ao Benfica. «Podemos considerar que foi um resultado positivo para nós, porque aproximámo-nos da liderança. Temos de nos focar na competição e se ganharmos todos jogos até ao fim seremos campeões», acredita Miguel Vítor, torcendo por um desaire do F.C. Porto.