Fernando Mira, treinador-adjunto da Naval, e Quique Flores, técnico do Benfica, em declarações à Sport TV, a analisar o encontro, que terminou com vitória benfiquista (1-2):

Fernando Mira:

«O nosso objectivo é a manutenção. Ficou provado que tentámos jogar para os três pontos. Foi um resultado injusto, pela exibição que a equipa fez. Apresentou um futebol de alto nível.»

[sobre a ausência do técnico Ulisses Morais] «Ele está sempre presente, esteja no banco ou não. Está sempre no meio de nós.»

Quique Flores:

«Não há jogos fáceis. As equipas, nesta altura, já têm claros os objectivos. Ficámos em vantagem cedo, mas depois demos pouca importância à bola. Acabámos bem, com bola, a jogar no ataque. Tivemos mais ocasiões e penso que o resultado é justo.»

«Há dias em que se interpreta melhor o jogo que outros. Na primeira parte tivemos dificuldades. No segundo tempo houve mais movimento. Reyes e Di Maria estiveram mais dinâmicos e quando assim é a equipa torna-se mais perigosa.»

[sobre a luta pelo título] «O importante era chegar a este momento na situação em que estamos. É importante vencer fora, para dinamizar a onda de que tanto falamos e que precisamos, na Luz.»

«Não posso prometer nada a não ser trabalho, e sermos competitivos até final.»