Derrotado no combate, Loncar acabou por agredir o árbitro com uma dezena de socos, até ser puxado para fora do ringue. 

A federação croata reuniu de emergência para analisar o caso e decidiu banir o pugilista, para além de suspender os treinadores até ao final da investigação. Loncar terá ainda de líder com a responsabilidade criminal do seu ato, uma vez que foi detido pela polícia.