O português Vasco Ribeiro conquistou esta quarta-feira o título mundial de surf de juniores, na praia de Ribeira DIlhas, na Ericeira, sucedendo ao brasileiro Gabriel Medina, depois de se ter sagrado campeão europeu da categoria este ano.

Na final do Campeonato Mundial, o surfista de Cascais, campeão nacional em 2011, 2012 e 2014, impôs-se a Italo Ferreira, ao conquistar 18,63 pontos (9 e 9,63) nas suas duas melhores ondas, contra os 12,77 (6,17 e 6) do brasileiro.

«Senti-me muito bem, estou muito contente, nem tenho palavras para descrever este momento. Surfei quatro vezes hoje, senti-me sempre muito bem, estava com a prancha ótima e agora é aproveitar», contou o jovem surfista de 19 anos à Agência Lusa.

Vasco Ribeiro, de 19 anos, sucede no historial de vencedores da competição a Gabriel Medina, atual líder do circuito mundial.

Nas meias-finais, Vasco Ribeiro deixou pelo caminho outro brasileiro, Deivid Silva, ao totalizar 15,34 pontos (6,67 e 8,67), a última das quais mesmo perto do fim do «heat». O adversário conseguiu 13,83 pontos (6,00 e 7,83).

«Foram todos muito difíceis, mas eu não me preocupo muito com os outros, tento acima de tudo dar o meu melhor, fazer as minhas ondas e um bom surf», contou Vasco Ribeiro.

Na primeira meia-final, Italo Ferreira impediu uma final cem por cento portuguesa, ao bater Tomás Fernandes, cujos 16,50 pontos (9,17 e 7,33) foram insuficientes para seguir em frente, já que o brasileiro, na última onda da bateria, fez 7,93 e juntou-os 8,87 de uma onda precedente, para totalizar 18,80.

Numa manhã preenchida, Vasco Ribeiro disputou antes os «heats» da quarta ronda e dos quartos de final, vencendo consecutivamente o havaiano Joshua Moniz e o japonês Takumi Yasui. O surfista português reconhece que, além do apoio dos compatriotas, também beneficiou do facto de já conhecer bem as ondas da praia Ribeira D’Ilhas. «Não sei se foi vantagem, se calhar um bocadinho, sinto-me em muita sintonia com estas ondas, mas agora é descansar e aproveitar», referiu ainda.

O título hoje alcançado acontece sensivelmente um mês depois de o surfista de Cascais ter garantido a vitória no circuito Pro Júnior Europeu.