Deco não vai alinhar no segundo jogo de Portugal no Campeonato do Mundo de 2010. A assessoria de imprensa do jogador avançou com a informação, no final de uma semana marcada pelas declarações do jogador após o embate com a Costa do Marfim.

«O médio Deco está vetado pelo departamento médico de Portugal para a segunda partida do Mundial. A delegação viajou no sábado à noite para a Cidade do Cabo, onde nesta segunda-feira enfrenta a Coreia do Norte. Deco sentiu a parte posterior da coxa direita no treino de sexta-feira em Magaliesburg», explica o assessor Acaz Felleger, em comunicado.

A nota divulgada acrescenta: «Deco fez tratamento na própria sexta-feira e no sábado, mas não houve melhorias. Ele está com a delegação em Cidade do Cabo e tem esperança de jogar contra o Brasil na próxima sexta-feira, dia 25, em Durban.»

Meia-hora depois, Carlos Queiroz confirmou a informação em conferência de imprensa. «Hoje de manhã, a equipa médica fez uma nova avaliação do Deco, não treinou e está dado como inapto para o próximo jogo. O nosso trabalho será tê-lo pronto para o jogo com o Brasil», disse o treinador.

E aqui surge uma contradição. Ou duas. A Federação Portuguesa de Futebol anunciava «queixas dolorosas na anca esquerda, após um movimento de torção no treino de sexta-feira». Carlos Queiroz também falou em problemas na anca.

Mais tarde, a assessoria de imprensa da FPF apontou a anca direita como o foco da lesão de Deco. Ou seja, na sexta-feira era anca esquerda, hoje é anca direita para a Federação e coxa direita para a assessoria de imprensa do jogador.