O luso-brasileiro Deco deu uma entrevista ao «Globo» na qual abriu o coração. Entre outras coisas, o médio do Chelsea disse que gostava de encerrar a carreira no Brasil e que há muito tempo quer regressar a casa. «Tenho muita vontade de voltar a morar no Brasil», garantiu. «Sinto muita falta do país.»
«Já são 12 anos fora. Tenho saudade dos amigos, da família. Já morei em Portugal, que eu adoro, sou muito bem tratado e tenho amigos lá. Morei em Barcelona, que é uma cidade fantástica. Quando volto a essas cidades, sinto-me bem. Mas só me sinto em casa quando estou no Brasil», acrescentou o jogador.
Dentro do relvado, Deco tem o sonho de terminar a carreira no Corinthians. «Sou corintiano, mas joguei pouco no clube. Fiz dois jogos na equipa principal e depois saí. Não foi como eu queria. Se voltar ao Brasil, sentir que tenho condições e as coisas se encaminharem para o Corinthians, quem sabe?».
Para o fazer, porém, Deco tem de sentir que ainda pode dar alguma coisa ao futebol. «Já penso em voltar para o Brasil há muito tempo. Se quando chegar à à altura de decidir voltar eu perceber que ainda posso jogar e fazer alguma coisa boa - não posso voltar por voltar, pois tenho uma carreira boa e não quero estragá-la - aí quero sim voltar.»
Pelo meio, Deco defendeu Scolari, garantiu que o brasileiro «tem um enorme coração» e defendeu-se das críticas de que só joga no Chelsea porque é protegido do treinador. «Já ganhei muitos títulos no futebol e nenhum foi com Felipão. Fiquei muito poucas vezes no banco, fui sempre titular por onde passei e o treinador não era o Felipão.»