O F.C. Porto mantém o negócio-Maicon embrulhado num manto de secretismo, mas o defesa central vai mesmo reforçar os dragões. O Maisfutebol sabe que Maicon esteve na Cidade Invicta, efectuou exames médicos na quarta-feira e esteve reunido com Antero Henrique por volta das 16 horas desse mesmo dia.
O director-geral da SAD tinha na agenda a visita ao IPO do Porto, ao lado de mais alguns elementos do universo azul e branco, mas acabou por não poder estar presente. Segundo uma fonte do nosso jornal, a essa hora, noutra zona da cidade, Maicon acertava os derradeiros detalhes do contrato com o F.C. Porto.
Até esta altura, nenhuma das partes confirma o negócio. Jogador e empresário mantiveram-se incontactáveis ao longo do dia, o Cruzeiro prefere não falar publicamente sobre o assunto e o F.C. Porto só se pronunciará quando tudo estiver oficializado. Como é habitual e natural nos tetracampeões nacionais.
Nacional recebe cerca de 200 mil euros
Ao contrário do que tem dito Rui Alves, presidente do Nacional, o Cruzeiro Belo Horizonte detém 100 por cento dos direitos federativos de Maicon. Ainda assim, a transferência para o F.C. Porto vai deixar uma quantia interessante nos cofres «alvi-negros».
Informações recolhidas junto de pessoas envolvidas no processo, apontam para que o Nacional receba 20 por cento do valor da transacção (cerca de 200 mil euros). Isto, como compensação da rotura do vínculo de empréstimo, que se estenderia até ao final da próxima época.