Depois da flash, Vítor Pereira continuou irritado na conferência

Treinador do F.C. Porto só permitiu uma pergunta

Por Luis Sobral       13 de Janeiro de 2013 às 22:34
Vítor Pereira entrou na sala de imprensa acompanhado por Antero Henrique, responsável do futebol portista, e diversos elementos da comunicação. Segundos depois percebeu-se que ainda continuava no registo da flash-interview.

Jesus elogia toda a gente, até o árbitro

A primeira pergunta, de resto, partiu do que Vítor Pereira afirmara antes à Sport TV. O treinador portista repetiu basicamente o que dissera antes, atacando o árbitro, menosprezando o futebol do Benfica e elogiando a sua equipa.

Eis o que disse:

«A minha equipa sente-se frustrada com o jogo. É fácil entender porquê. Fomos iguais a nós próprios em qualidade de jogo, posse, criação de oportunidades.

Lamento que quando se apregoa a defesa do futebol aconteça isto. Não entendo como pode Maxi Pereira acabar todos os jogos até ao fim. É impressionante. Não podia ter acabado este jogo. A agressão é nítida. Matic devia ter visto o segundo amarelo, tem de ser mostrado. É preciso coragem.

Houve três foras-de-jogos. Em todos eles ficaríamos com jogadores isolados. Mais vale não treinar diagonais.

Estou triste.

O Benfica é isto. Bola longa à procura de Cardozo e tentativa de ganhar as segundas bolas, à espera de uma bola parada. Contra nós é isto.

Não estamos satisfeitos com o resultado, estamos frustrados».

Os jornalistas presentes na sala de imprensa ainda gritaram duas ou três perguntas a Vítor Pereira. Mas nada. Maisfutebol gostaria de ter perguntado ao treinador por que motivo acabou a partida a colocar um defesa e um médio defensivo. Não foi possível.

TAGS:   FC Porto   Vítor Perreira Irritado   Porto   Benfica  

PUBLICIDADE

Comentários
Maisfutebol de A a Z
Ver todos
X
Y
MAISFUTEBOL COPYRIGHT © 2013 IOL.PT