O «caso Mateus», avançado do Gil Vicente, continua a dar que falar. Desta vez, é a notícia de que a Associação Académica de Coimbra efectuou uma participação à Liga de Clubes, no dia 21 de Março, por o emblema minhoto ter alegadamente utilizado o angolano de forma irregular. Agora, a Liga decidiu proceder à instauração de um processo disciplinar, de forma a averiguar se as queixas dos «estudantes» têm algum fundamento.
Este protesto da Académica que, recorde-se, garantiu a manutenção somente na última jornada, junta-se a um em tudo idêntico, levantado pelo Belenenses, que se encontra ainda em período de averiguações. Mateus trocou pelo Gil Vicente em Janeiro último e representou os gilistas em duas partidas da Liga, antes de ver a sua inscrição ser anulada.