Paulo Bento defende que o Sporting fez um bom jogo em Aveiro, diante do beira Mar, apesar de não ter ficado contente com o resultado final e fundamentalmente com os três golos consentidos de bola parada. No entanto, o treinador defende que a equipa continua tão forte como estava antes e esta terça-feira, diante do Bayern, poderá apresentar-se ainda mais coesa, porque «o que não mata, torna-nos mais fortes», destacou.
«Se tivéssemos ganho 3-2, se calhar, estaríamos todos a dizer que o Sporting fez um jogo magnífico em Aveiro. O Sporting realizou um bom jogo em Aveiro, só não esteve tão forte num aspecto que define muitos jogos, fundamentalmente quando o adversário vai poucas vezes à nossa baliza e aproveita esses lances para resolver o jogo a seu favor», começou por destacar.
O técnico garante que a equipa vão continuar a reger-se pelos mesmos princípios, talvez até ganhe maior estímulo para redimir-se dos erros cometidos na última partida. «Não somos mais fortes, nem menos fortes do que fomos em Aveiro. Agora, como um jogador uma vez disse, tudo o que não nos mata, torna-nos mais fortes. É isso que temos de fazer amanhã, não estamos mortos, ninguém nos matou, seguramente estaremos mais fortes», acrescentou.