Cristiano Ronaldo gostou das palavras de Joseph Blatter, presidente da FIFA, que esta quinta-feira defendeu que o jogador português tinha toda a legitimidade para trocar o Manchester United pelo Real Madrid, falando ainda de «escravatura» no futebol.
«Concordo com as declarações de Blatter. Aquilo que ele disse está certo», disse o internacional luso à TVI, no dia em que iniciou o trabalho de recuperação após a cirurgia ao tornozelo direito.
O jogador voltou, no entanto, a garantir que «não há acordo nenhum». «Há que esperar pelos próximos dias para ver o que se vai passar. Não posso dizer mais nada. Já disse o que quero», afirmou, deixando o desejo de que tudo se resolva «o mais rapidamente possível».
No que diz respeito à lesão sofrida, Ronaldo adiantou que não sente dores e que daqui a duas semanas esperar abdicar do auxílio das muletas. Voltar a trabalhar com bola é que só daqui a dois meses. «Estou optimista. Tem corrido bem, tenho feito os tratamentos. Está tudo a correr bem», garantiu.