João Henriques, treinador do Paços de Ferreira, em declarações aos jornalistas após o 0-0 contra o Rio Ave que deixa a equipa um ponto acima da linha de água:

«O cenário continua delicado. Não mudou grande coisa. Queríamos ganhar, ficar mais perto de fechar as contas. Mas vamos para Portimão com a mesma ambição que mostrámos nos segundos 45 minutos.»

«Vamos focar os atletas no nosso objetivo. Jogar para ganhar. Prepará-los para estarem fisicamente bem, com a cabeça limpa e que façam aquilo que sabem fazer. Como hoje na segunda parte.»

[sobre os problemas no primeiro tempo]

«Queríamos começar mais fortes do Rio Ave. Sabemos o que o Rio Ave é forte na posse, fomos ficando confortáveis no jogo. Na segunda parte foi esgotante o que fizemos, pressionámos no campo inteiro. Era impossível fazer isso o tempo inteiro.

«Ao intervalo disse que tínhamos 45 minutos para ser felizes. Obrigámos o Rio Ave a bater bola nos pontapés de baliza. Acabámos por ter mais bola e as melhores oportunidades no segundo tempo.»

«Não temos sido felizes nesta última fase. Temos feito jogos suficientes para ganhar. Hoje não ganhou a equipa que esteve melhor no cômputo geral.»