«Aproveito para vos anunciar que, enquanto for responsável por esta paróquia, não faço tenções de baptizar nenhum menino chamado Lucílio. Queiram dispor para tais propósitos dos serviços de uma paróquia vizinha», garantiu o pároco na missa, manifestando-se «incomodado» com a arbitragem de Lucílio Baptista.

Em declarações à Agência Lusa, o padre garante que nenhuma criança de nome Lucílio ficará por baptizar. «Se não for eu, será outro sacerdote», disse, referindo que a parte de enviar os meninos Lucílio para outra paróquia «foi uma brincadeira». «Os paroquianos sabem que eu gosto do Sporting e gosto de fazer piadas.»

Por isso admite que sim, que falou da perda da Taça da Liga para o Benfica e que mostrou alguma indignação. «É verdade que sou sportinguista desde sempre e que falei, durante a missa, do resultado vergonhoso. Custa muito perder da maneira que perdemos frente ao Benfica. Vai ficar sempre a suspeita de que o árbitro não foi correcto», disse.