As duas equipas já se tinham defrontado a meio da semana, para a taça, com o Olympiakos a vencer. Os adeptos do PAOK prometeram então que a equipa da capital não teria vida fácil na visita a Salónica, e cumpriram. À chegada, tanto o autocarro do Olympiakos como o carro do árbitro foram atingidos por vários objectos. A polícia teve de intervir, e os confrontos foram inevitáveis, com os adeptos do PAOK a atirarem tochas para as imediações do balneário visitante. Os jogadores do Olympiakos tiveram de sair da sala. Os dirigentes do clube visitante solicitaram o adiamento do jogo, mas o pedido não foi aceite. O jogo começou com atraso, mas foi mesmo disputado.

Com Sérgio Conceição em campo durante noventa minutos e Vieirinha a partir dos 59, o PAOK de Fernando Santos não conseguiu vingar a derrota de quarta-feira e teve de se conformar com o empate. Ambas as equipas terminaram o encontro reduzidas a dez elementos: Mendrinos, do Olympiakos, foi expulso ao minuto 61; Bizera, do PAOK, seguiu o mesmo caminho já em período de compensação.

O jogo terminou da forma que começou: com cenas de violência. Assim que soou o apito final, alguns adeptos invadiram o campo e perseguiram Nikopolidis. O guarda-redes do Olympiakos tentou fugir, mas depois, para defender-se, tentou pontapear um dos adeptos. Chalkias, guarda-redes do PAOK, saiu em auxílio do colega. Os jogadores da equipa da casa acabaram por proteger os colegas de profissão.

AEK goleia com Geraldo

Em jogo disputado também neste domingo, o AEK, com Geraldo a titular e Edinho no banco, conseguiu uma goleada no reduto do Panserraikos (1-5). Kenedy foi titular no triunfo alcançado pelo Ergotelis na visita ao Thrasyvoulos (1-3) e Manuel Lopes jogou até ao 43 na derrota sofrida pelo Panthrakikos no terreno do Xanthi (1-0).

Veja o vídeo da confusão com Nikopolidis:

Veja o ambiente em Salónica: