O francês, vice-campeão do mundo de salto com vara em 2007, quis assim chamar a atenção para a sua situação, depois de ter visto o seu contrato com a Nike expirar e não ser renovado, em tempos de crise. E aproveita para lançar também uma nova proposta de patrocínio, destinada a empresas e particulares.

Enquanto a coisa não se resolve, Mesnil tem inovado. No «Meeting» de Moscovo, em Janeiro, a sua camisola, concebida por um amigo designer, exibia um enorme ponto de interrogação no local onde devia estar a marca patrocinadora.

Veja Mesnil a correr nu por Paris