Pinto da Costa aproveitou depois para contar uma história que realça a certeza de um dia vir a ter José Couceiro como treinador. Uma história que mete gravatas. A palavra ao presidente: «Curiosamente», disse, «ele hoje enverga uma gravata que lhe ofereci aquando do último V. Setúbal-F.C. Porto. Dei-lhe a gravata e disse-lhe que queria que a guardasse para a estrear no dia em que fosse apresentado pelo F.C. Porto. Só não esperava que fosse tão cedo». O V. Setúbal-F.C. Porto, diga-se, foi a 29 de Novembro.

Ao lado do presidente, José Couceiro sorriu. De gravata azul. Uma gravata que, disse, guardou com grande estima. Sobre o acordo com o clube, referiu ter sido conseguido apenas esta terça-feira. «Estive com o presidente num barco, onde almoçámos, e foi aí que chegámos a um acordo. Foi uma aposta forte do clube e estou cá para corresponder às expectativas depositadas em mim».