Quique Flores, treinador do Benfica, comentou desta forma a vitória na Reboleira, frente ao Estrela da Amadora, em encontro referente à 23ª jornada da Liga 2008/09:

«Fizemos um jogo fraco, a equipa não teve espaços e não fez o jogo que imaginávamos. O Benfica deve ser forte frente a qualquer equipa, em qualquer campo. De qualquer forma, acabámos por vencer. Quando treinamos, treinamos para melhorar e fazer bons jogos. Infelizmente, há dias maus. É assim o futebol. Foi o que aconteceu hoje. Tivemos de viver com essa situação e saber na mesma aproveitar. Somámos mais três pontos, continuamos a acreditar na conquista do título. Jogos fracos existem em todas as equipas, durante um campeonato. O que importa é fazer os possíveis e os impossíveis para somar três pontos. Se os jogadores dão tudo o que têm, eu não posso pedir mais. Quando uma equipa não joga bem, naturalmente os jogadores parecem tristes. Não podem estar alegres, naturalmente. Tudo isto é um ciclo. Quero tranquilizar os adeptos.»

Sente os jogadores tristes? «Não nos vamos conformar com isto. Não nos vamos agarrar à história, queremos remar contra à corrente. Estamos em terceiro, queremos ir atrás do segundo lugar e depois atrás do primeiro. As equipas são conjuntos de dinâmicas e estados de alma. Fizemos um jogo fraco, mas não nos vamos penalizar. Peço igualmente que não me mudem as ideias. Sempre tive boas relações com a imprensa Não disse que me conformava com o terceiro lugar. Vamos lutar pelo título, somos terceiros e mas vamos aspirar ao máximo.»

Sobre as grandes penalidades: «Pareceram-me que foram todas grandes penalidades, mas tenho de ver as imagens.»