A denúncia foi feita pelo avançado brasileiro Luiz Adriano, autor de cinco dos sete golos da vitória da equipa ucraniana. «Os adeptos locais gritaram contra mim, foram verdadeiramente rudes e racistas. Foi um comportamento inaceitável, estou chocado, indignado», disse o avançado, em declarações publicadas no site oficial do Shakhtar Donetsk.

O caso será analisado pela UEFA a 13 de novembro.