«Na minha opinião a luta pela manutenção está agora reduzida a três equipas, e por isso quantos menos equipas, mais complicado fica», referiu o técnico, na conferência de imprensa de antevisão do encontro com o Nacional.

Brito acredita que o jogo com a equipa madeirense vai ser «complicadíssimo», mas não perde a esperança num bom resultado: «O Nacional é uma das equipas que para além das boas individualidades tem também uma boa equipa. As nossas dificuldades serão muitas, mas isso não tira as nossas ambições.»

Com a equipa a lutar para evitar a despromoção, o técnico espera que «a ansiedade não tome conta das capacidades», pois, como lembra, «por vezes a vontade não chega».

No que diz respeito às opções para o jogo de segunda-feira, Brito já sabe que não pode contar com o castigado Bruno Mendes e com os lesionados Livramento, Ronaldo e Henrique. Fábio Coentrão e Yazalde apresentaram algumas queixas ao longo da semana, mas parecem estar recuperados.