Um penalty marcado aos 36 minutos e um remate colocado aos 57 minutos elevaram para quatro golos em cinco jogos a conta pessoal de Ronaldo, o avançado que é o melhor marcador da história dos Mundiais e, aos 32 anos, já esteve dado como acabado para o futebol.