Fernando Santos interrompeu neste sábado uma série de partidas sem perder em fases finais ao serviço de Portugal. A derrota chegou ao 16º encontro, depois de 15 em que esteve invicto.

O selecionador fez sete jogos no Euro 2016, tendo empatado seis e vencido um ao fim dos noventa minutos. Depois disso, na Taça das Confederações, fez cinco jogos, tendo somado duas vitórias e três empates (foi apenas afastado da final nas grandes penalidades pelo Chile). No Mundial 2018, completou três jogos sem perder, com dois empates e uma vitória. Porém, o 2-1 frente ao Uruguai acabou com o ciclo.

Feitas as contas, portanto, foram quinze jogos, com quatro vitórias e onze empates de invencibilidade.

Ora, os números da seleção eram, no entanto, maiores. Porque se àqueles quinze jogos sem perder de Fernando Santos juntarmos mais dois de Paulo Bento, no Mundial 2014, no empate com os Estados Unidos e na vitória sobre o Gana, então chegámos a 17 jogos sem perder da Seleção Nacional, que era um recorde na Europa. E é aí que fica a marca, portanto.

Antes destes 17 jogos de Portugal, o máximo que uma seleção europeia (no caso a Espanha) tinha conseguido eram dezasseis jogos sem perder em fases finais.

É verdade que Portugal foi agora eliminado, mas refira-se que o Mundial da Rússia confirmou a tendência para Portugal se dar melhor em fases finais disputadas na Europa: a Seleção Nacional passou sempre da primeira fase, o que não aconteceu, por exemplo, nos Mundiais do México, da Coreia/Japão e do Brasil.

Em contrapartida, nos Europeus de França (84), Inglaterra (96), Holanda/Bélgica (2000), Portugal (2004), Áustria/Suíça (2008), Polónia/Ucrânia (2012) e França (2016), tal como nos Mundiais de Inglaterra (66) e Alemanha (2006), tendo até chegado a sete meias-finais e duas finais.

JOGOS SEM PERDER DA SELEÇÃO:

Paulo Bento (2)

Portugal-Estados Unidos, 2-2

Portugal-Gana, 2-1

Fernando Santos (15)

Portugal-Islândia, 1-1

Portugal-Áustria, 0-0

Portugal-Hungria, 3-3

Portugal-Croácia, 0-0 (1-0, após prolongamento)

Portugal-Polónia, 1-1 (5-3, após penáltis)

Portugal-País de Gales, 2-0

Portugal-França, 0-0 (1-0, após prolongamento)

Portugal-México, 2-2

Portugal-Rússia, 1-0

Portugal-Nova Zelândia, 4-0

Portugal-Chile, 0-0 (0-3, após grandes penalidades)

Portugal-México, 1-1 (2-1, após prolongamento)

Portugal-Espanha, 2-2

Portugal-Marrocos, 1-0

Portugal-Irão, 1-1