«É verdade, o sucesso está finalmente a vir ao meu encontro», referiu o avançado citado pelo jornal Le Buteur. «Os dois golos aumentam a minha confiança. Estava ansioso por começar a marcar e felizmente a minha espera não foi em vão. Espero que isto dê origem a mais golos no futuro.»

Slimani recusa-se no entanto a falar em afirmação. «Dizer que estou a impor-me é exagerado», referiu. «Estou sempre disponível para o treinador e tento fazer o meu trabalho corretamente de cada vez que ele precisar dos meus serviços.»

«A minha tarefa enquanto avançado é fazer golos, isso é certo, mas não vou fingir que me impus no seio da equipa. Ainda não cheguei lá. Ainda tenho muito trabalho a fazer. Em todo caso espero que o sucesso que tive nos últimos tempos no Sporting me ajude nos jogos da seleção.»

Slimani falou de resto à chegada à Argélia, onde a seleção nacional vai defrontar o Burkina-Faso em jogo decisivo de apuramento para o Mundial 2014: recorde-se que o Burkina venceu na primeira mão, em casa, por 3-2, pelo que a Argélia precisa agora de inverter a desvantagem em casa.

«Não acredito que não haja um jogador entre os convocados que não esteja muito motivado para este jogo. O objetivo que vamos jogar é extremamente importante: uma qualificação para o Mundial. A motivação está nos 100 por cento ou 200 por cento, se não até mais do que isso.»