Não decidindo nenhuma das questões chave para esta Liga, a vitória do Benfica no clássico deixa claro que o crescimento visto na equipa de Agosto a Dezembro não se fica apenas pelos aspectos mais espectaculares. Pelas condições em que foi obtido, o triunfo no clássico vale como atestado de solidez para a equipa de Jorge Jesus.
Pela segunda vez (a primeira tinha sido a goleada à Académica) o Benfica deu resposta positiva à chegada do Inverno, impondo-se numa noite de tempestade e num relvado que não permitia jogar bonito.
Por outro lado, as exibições de Carlos Martins e Urreta deixaram clara a ideia de que o plantel não se esgota nos nomes mais evidenciados nos últimos meses. Ninguém pode garantir que com Aimar e Di María em campo a equipa tivesse rendido mais e essa acaba por ser a conclusão mais importante da noite para Jorge Jesus.