Em vésperas de Sporting-Benfica, o Maisfutebol traça um retrato actualizado de uma rivalidade à moda de Faro. A divisão ficou vingada nos anos 10 e 20, quando surgiram os dois clubes. Ao longo dos anos, o Farense cresceu, afastou-se da relação umbilical ao Sporting, mas subsistem alguns resquícios de uma disputa retomada na época passada.

Em 2007/08, o renascido Farense disputou a I Divisão Distrital do Algarve, encontrando-se com o Sport Faro e Benfica. Os leões venceram os dois jogos, um deles no estádio que vai acolher o derby do próximo fim-de-semana, e garantiram a subida de divisão. Um bom prenúncio para o Sporting?

«Agora ou se é farense ou do Sporting»

O Farense é a filial mais velha do Sporting, porque nasceu em 1910, mas perdeu algum tempo e foi ultrapassado pelo Tomar, sendo apenas a filiar número 2 dos leões. Diz-se ainda que uma fotografia a preto e branco, encomendada de Lisboa, induziu em erro os farenses, que não copiaram o verde do Sporting original.

«Actualmente, a ligação do Farense ao Sporting está completamente afastada, mas continuámos a ser a filial número 2. Hoje em dia, ou se é farense ou do Sporting. Quanto ao Faro e Benfica, não querendo menosprezar, devo dizer que não há grande rivalidade. Estivemos na mesma divisão na época passada mas foi uma situação transitória, o Farense tem outra grandeza», explica o presidente dos leões de Faro, António Gomes Ferreira.

O dirigente revela que o Farense, actualmente a disputar a III Divisão, está em regeneração. «Desportivamente, temos um Farense forte. Em breve, será lançado o concurso para a venda do Estádio S. Luís, uma condição sine qua non para a subsistência financeira do clube. Se isso avançar, iremos utilizar o Estádio Algarve, tal como acontece actualmente, em parceria com o Louletano. Nos últimos dias, fomos informados para voltar ao S. Luís porque o Estádio Algarve vai receber a Taça da Liga e o Rally de Portugal», resume o presidente, ao Maisfutebol.

«Para nós haverá sempre rivalidade»

O Farense afasta o cenário, mas as gentes do Sport Faro e Benfica não esquecem a rivalidade. «Existe sim essa rivalidade, enorme, como se viu na época passada. O Farense sempre teve maior massa associativa e as forças da cidade começaram a apoiar mais o Farense, mas analisando o presente, digo com orgulho que o Faro e Benfica não tem passivo nem dívidas. O Farense já esteve na primeira divisão mas tem um milhão de contos de passivo», atira Luís Charneca, presidente das águias farenses.

«No Faro e Benfica, temos uma equipa de futebol na primeira distrital, mais xadrez, canoagem e boxe. Tenho alguns sportinguistas na direcção, mas eu torço pelo Benfica. Temos orgulho em ser a filial número 1 e queríamos ir ao jogo, mas está complicado arranjar bilhetes na região», remata Luís Charneca, em diálogo com o Maisfutebol.