FIGURA: Nildo

O domínio do Desp. Aves foi inequívoco, faltou pragmatismo e velocidade aos avenses para dar mais expressão a esse domínio. Nildo teve o pragmatismo que faltou, por exemplo a Paulo Machado no primeiro penálti, e deu vantagem ao conjunto de José Mota. Bateu Luís Paulo com um remate seco que passou por baixo do corpo do guarda-redes. Exibição intensa do extremo brasileiro; não entrou em facilitismos e cumpriu.

MOMENTO: golo de Nildo (31m)

Saída extemporânea de Luís Paulo, acertou em Derley e derrubou o avançado. O lance prosseguiu e Militão ainda evitou o golo na ressaca. Com recurso ao VAR Gonçalo Martins deu o segundo castigo máximo ao Aves. Nildo bateu forte, Luís Paulo adivinhou o lado, mas não conseguiu evitar que o Aves se adiantasse no marcador.

POSITIVO: atrás do bilhete para o Jamor

Adeptos do Aves e do Caldas pediram às respetivas equipas a presença no Estádio Nacional. «Queremos o Jamor», ouviu-se de parte a parte, numa meia-final pouco expectável mas na qual se viveu a festa da Taça de Portugal. Estiveram no Estádio do Desportivo das Aves 3766 espectadores, a pedir um bilhete para o Jamor.

OUTROS DESTAQUES

Tarzan

A estrela da companhia e o melhor marcador da equipa. Cedo mostrou o porquê de ser a principal referência do conjunto das Caldas da Rainha. Bom tecnicamente, não receou a posse do esférico causou calafrios.

Falcão

Importantíssimo a equilibrar a equipa do Desp. Aves num embate em que, contrariamente ao habitual, teve de assumir de forma mais vincada o jogo. Não deixou que a equipa de José Mota se descompensasse.  

Luís Paulo

Começou por defender uma grande penalidade e foi chegando para suster a iniciativa do Desp. Aves. Ameaçou uma noite de sonho, mas não conseguiu parar o castigo máximo de Nildo, apesar de ter adivinhado o lado. Grande parte do mérito de a decisão ficar guardada para a 2ª mão pertence-lhe.

Amilton

O maior foco de destabilização da equipa do Aves, fazendo-se valer da sua velocidade para escapar aos adversários. Os principais lances de perigo da equipa da Liga saíram das suas iniciativas individuais.