A duas cadeiras de Bruno de Carvalho estava Carlos Pereira, presidente do Marítimo, mas o sorteio só começou depois da chegada Lourenço Coelho, diretor-geral do Benfica, que fez questão de manter a tradição de não comentar o resultado do sorteio sem a presença do adversário. Como não havia representantes do Moreirense, o dirigente do Benfica abandonou a sede da Federação Portuguesa de Futebol em silêncio.

Leia ainda: três equipas do Campeonato Nacional de Seniores já estão nos «oitavos»