O Estádio Ali Sami Yen engalanou-se com o seu habitual ambiente infernal para a recepção aos franceses que, no entanto, não se deixara atemorizar e marcaram logo no primeiro minuto por Bellion. O Galatasaray, que foi adversário do Benfica na fase de grupos, nunca baixou os braços e virou o resultado com dois golos nos últimos minutos antes do intervalo: primeiro por Arda Turan (43m), a passe de Milan Baros, depois pelo australiano Harry Kewell (45m) que tinha entrado em campo ao minuto 19.

Já no segundo tempo. O internacional Arda Turan voltou a marcar, aumentando a vantagem para 3-1 e dando início à festa nas bancadas, que festejaram com muitas tochas. No entanto, o Bordéus ainda tinha uma palavra a dizer. Com o Galatasaray a recuar, o Bordéus empatou o jogo com dois golos de rajada: Chamakh (74m) e Cavenaghi (75m).

Um balde de água fria para o turcos que, num ápice, estavam fora dos oitavos. Com quinze minutos para se jogar, a equipa de Fernando Meira, que jogou os 90 minutos como central, voltou à carga e acabou por ser feliz, já para lá dos noventa minutos, quando Sabri Sarioglu marcou o sétimo golo do jogo que, por sinal, valeu a qualificação.