O comportamento do jovem italiano (18 anos), de origem ganesa, não é consensual para os companheiros de profissão. Francesco Totti, capitão da AS Roma, veio criticar publicamente Balotelli depois do jogo contra os romanos.

«É intolerável que um jovem jogador como Balotelli, com tantas qualidades técnicas, físicas e atléticas, tenha um comportamento tão vexatório em campo. Ele devia respeitar colegas, adversários e sobretudo os adeptos».

«Quando se preparava para marcar um canto, ouvi-o chamar ¿romanos de m¿¿ aos adeptos. Pode acontecer um momento de raiva, mas assim não se justifica», diz o símbolo do clube da capital.

Para Totti, Balotelli devia aprender com os jogadores mais velhos, como o seu companheiro Materazzi, que pode ser agressivo no jogo «mas tem sido sempre correcto em todas as situações». O capitão da Roma acrescentou que «alguém tem de chamar Mario à razão. Os jogadores têm um código de comportamento, têm de ter respeito por todos os elementos que fazem parte do futebol e ainda mais pelos apoiantes».

Dando o seu exemplo pessoal, Totti admitiu um «passado com muitos erros». «Tenho pago e reconheço que estive mal. Se me tivesse comportado como Balotelli quando tinha 19 anos, teria levado pontapés dos meus companheiros, de Carlo Mazzone e depois dos meus pais».

Ibrahimovic é que não concordou com a opinião da estrela romana e defendeu o seu companheiro. «Balotelli é mais forte do que quando eu tinha 18 anos, mais disposto a jogar a alto nível. Não é maduro, ainda é jovem e está a aprender muitas coisas. Temos ajudado com bons conselhos e está a ir bem. Domingo fez um grande jogo».