«É um rapaz inteligente, que decididamente sabe tirar partida da popularidade e do mediatismo para aumentar o seu fenómeno. Já lhe disse que em Itália são muito competentes, e é preciso cavalgar o tigre com moderação, caso contrário pode tornar-se perigoso», disse o actual seleccionador da Irlanda, em declarações à «Radio Radio TV».