Os treinadores de Trofense, Tulipa, e E. Amadora, Lázaro Oliveira, em declarações após o encontro da jornada 20 da Liga que terminou empatado 1-1:

Tulipa

«Sim, o empate é justo, porque as duas equipas acabaram por marcar apenas uma das oportunidades. O Estrela da Aamadora aproveitou a primeira ocasião que teve e nós não, quando antes o Miguel Ângelo pode atirar à baliza. Depois, o Estreal é uma equipa que sabe gerir muito bem o jogo em vantagem. A primeira parte não foi muito bem conseguida, a equipa estava desunida e perdemos a segunda bola, também porque tínhamos um jogador baixo no meio-campo. Na segunda alterámos, para jogar mais directo e esse período valeu pela entrega. Estamos a conseguir inverter resultados. Não sendo o que pretendíamos, é mais um ponto.»

[sobre a falta de Hugo Leal:] «Faltou-nos o jogador que melhor organiza e constrói, que decide com clareza. Isso notou-se hoje. Mas há que dar os parabéns aos atletas e aos adeptos pelo apoio. O nosso clube tem de ficar na I Liga, porque é cumpridor e sério. Infelizmente, os nossos adversários não o conseguem fazer. O Estrela tem o quarto ou quinto melhor jogador do campeonato, o Silvestre Varela, e tem o futuro central do F.C. Porto, o Nuno André Coelho. São dois atletas de grande nível.»

Lázaro Oliveira

«O resultado é justo. Depois de estar em vantagem, o E. Amadora organizou-se e o Trofense só conseguiu ameaçar de bola parada. A equipa esteve bem e fomos retardando o golo do adversário. É mais um ponto importante e mantemos a diferença para ao adversário de hoje.»