Mas este vídeo vindo do estadual sergipano levou-me a um jogo da III divisão, a que assisti há mais de dez anos. Em 2001, no municipal de Oliveira de Frades, distrito de Viseu. A minha memória dizia-me que o jogo tinha sido com o Oliveira do Hospital, mas uma pesquisa rápida deu-me o Sourense como adversário. Pormenores...

O GDOF jogava em casa, estava aflito e precisava de vencer. O resultado estava em 1-0. O guarda-redes de O. Frades sai da baliza e pontapeia a bola. Só que esta sobra para um adversário que, do meio-campo, faz um chapéu enorme. Na bancada, todos seguimos a trajetória da bola. E depois abrimos os olhos e a boca de espanto. Um suplente do GDOF estava a aquecer junto à baliza, entrou em campo e, num golpe de cabeça, evitou um empate que teria dissabores enormes.

O Miguel, o tal suplente, acabou por ser expulso. Saiu de campo ovacionado pelos adeptos da casa e de lágrimas nos olhos. O GDOF venceu. O Miguel foi suspenso por três jogos.

O «gandula» do Guarany-Sergipe fugiu do estádio.

Já o Miguel fugiu deste mundo e foi viver para a Austrália.