José Isidro tentou entregar a carta de renúncia ao presidente da mesa da Assembleia-Geral, mas Ilídio Ferreira, que também já apresentou a sua renúncia, recusou-se a receber. Como tal, o destinatário acabou por ser o presidente do Conselho Fiscal.