O ponto final da novela ficou definido esta sexta-feira em dois passo: assinatura de um acordo com a banca para a redefinição da dívida do clube que ascende a 230 milhões de euros e, em simultâneo, com a compra de 100 milhões de euros de ações do clube (paga a primeira prestação de 22 milhões de euros).

O acordo também prevê que o Valencia possa jogar no novo Mestalla na temporada de 2018/19.