FIGURA: YEBDA
Voltou aos golos e a ser importante, tanto para o jogo do Belenenses como para o resultado. Marcou na reta final do encontro garantindo um ponto para a formação do Restelo, que jogava com a desvantagem desde o final da primeira metade. Influente no meio-campo, tanto a anular o Paços Ferreira como a ajudar o Belenenses a ter bola e a progredir no terreno, coroou a exibição com este golo importante, até em termos anímicos.
 
MOMENTO: minuto 81, a ameaça lá deu o empate
Duas partes distintas no Restelo. A primeira foi mais dividida e o Paços Ferreira chegou ao golo pouco antes do intervalo, na segunda o Belenenses foi melhor e acabou por marcar à entrada para os últimos dez minutos e depois de alguma insistência. Golo de Yebda a dar justiça e a partilha de pontos quando a formação pacense já contava com o triunfo.
 
 
OUTROS DESTAQUES

Diogo Viana: dos melhores do Belenenses e certamente o mais inconformado durante todo o jogo. Foi dos pés dele que nasceram as melhores jogadas e oportunidades da equipa do Restelo, depois de trabalhar bem pela direita dando muito trabalho a João Góis. Tentou também o golo, mas falhou o alvo.

Pedrinho: fez o golo do Paços Ferreira, o único do jogo até aos 81 minutos. Foi conseguido com alguma sorte, após ligeiro desvio de Florent, mas abriu o jogo e nesse sentido foi importante. Segunda parte totalmente distinta, após o Belenenses se ver a perder.
Luiz Phellype: na época passada ajudou o Paços Ferreira a vencer no Restelo, mas este domingo foi para esquecer. Entrou apenas aos 65 minutos para o lugar de Vasco Rocha e acabou expulso aos 88 minutos por ver dois cartões amarelos num espaço de três minutos.