O Estoril realiza esta quinta-feira o primeiro de dois jogos com os russos do Dínamo Moscovo que, segundo José Couceiro, vão definir as ambições dos «canarinhos» na Liga Europa. A equipa russa, com duas vitórias, parte como favorita, mas se o Estoril conseguir somar pontos, na Amoreira ou em Moscovo, pode continuar a dar forma ao sonho que começou com o triunfo sobre o Panathinaikos.

Acompanhe o Estoril-Dínamo Moscovo AO VIVO (20h05)

MOMENTO

Estoril: a equipa de José Couceiro vem de uma inesperada derrota na Póvoa do Varzim (1-2) para a Taça de Portugal, mas José Couceiro quer isolar esse acidente de percurso e dar continuidade à vitória sobre o Panathinaikos (2-0). Um resultado histórico para o clube, o primeiro numa fase de grupos, que, segundo o treinador, fez perceber aos jogadores que podem, de facto, ter ambições nesta competição. Mas ao final da noite, será altura de mudar o «chip» e começar a preparar a receção ao Belenenses. Os canarinhos somam apenas um triunfo na Liga e estão obrigados a recuperar terreno o quanto antes.

Dínamo Moscovo: o momento dos russos tem quase um mês. O último jogo do Dínamo foi também para a Liga Europa, a 2 de outubro, frente ao PSV Eindhoven (vitória por 1-0, arrancada por Zhirkov nos descontos). A equipa russa devia depois ter ido jogar ao campo do Ankar Perm, para a liga russa, a 18 de outubro, mas o jogo acabou por ser adiado devido ao mau tempo. O Dínamo chega, assim, há Amoreira depois de mais de vinte dias sem competição, embora tenha muitos internacionais que, na última semana, estiveram ao serviço das respetivas seleções. Com menos um jogo realizado, a equipa moscovita ocupa o terceiro lugar da liga russa, a cinco pontos do vizinho CSKA e a sete do Zenit de André Villas-Boas. Na Liga Europa, é líder do Grupo E, com duas vitórias.

<img src=http://www.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/14201222/600>

AUSÊNCIAS

Estoril: o lateral Mano e o extremo Balboa continuam a recuperar de problemas físicos e não vão a jogo, mas Sebá, que falhou o jogo da Taça de Portugal devido a uma gripe, está recuperado e, segundo revelou José Couceiro, vai mesmo ser titular, tal como Tozé. Kuca veio tocado da seleção de Cabo Verde e, apesar de ter jogado alguns minutos frente ao Varzim, não treinou a cem por cento esta semana e deve começar o jogo no banco.

Dínamo Moscovo: uma verdadeira incógnita, uma vez que a equipa russa não compete desde o início do mês. Segundo revelou José Couceiro, alguns jogadores que tinham regressado com mazelas das respetivas seleções, já constavam na ficha do jogo com o Ankar que acabou por ser adiado devido ao mau tempo que se fez sentir na Rússia. Segundo as últimas informações, Denisov e Kozlov não vão a jogo, enquanto o holandês Büttner e o francês Valbuena estavam em dúvida.

<img src=http://www.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/14193346/600>

DISCURSO DIRETO

José Couceiro: «A vitória sobre o Panathinaikos deixou a equipa mais confiante porque deixou a equipa perceber que pode ganhar. Temos essa capacidade, sabemos que podemos ganhar a equipas desta competição. É verdade que fomos eliminados pelo Varzim da Taça, mas o Dínamo também foi eliminado da Taça da Rússia por uma equipa da III Divisão. São as vitórias que dão essa confiança. Podemos trabalhar muito bem a equipa do ponto de vista psicológico, mas o melhor psicólogo para nós são as vitórias»

Stanislav Cherchesov: «Esta é a terceira jornada do grupo. É uma ronda muito importante porque todas as equipas têm pontos, menos o Panathinaikos, mas vamos jogar para ganhar».

<img src=http://www.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/14201178/600>

HISTÓRICO

O Estoril é novo nesta andanças e nunca se cruzou com clubes russos no seu curto historial europeu, mas o Dínamo Moscovo já veio por duas vezes a Portugal. A primeira em 1979/80 para eliminar o Boavista na segunda eliminatória da antiga Taça das Taças com dois empates. Um nulo em Moscovo e um 1-1 no Bessa. Treze anos depois, na temporada de 1992/93, a equipa moscovita foi eliminada na 3ª eliminatória da Taça UEFA diante do Benfica, com um empate em Moscovo (2-2) com dois golos de Isaías e uma derrota em Lisboa (0-2), com mais um golo do brasileiro e outro do então jovem Rui Costa. Quatro jogos com equipas portuguesas, três empates e uma derrota.

EQUIPAS PROVÁVEIS:

ESTORIL

<iframe width="350" height="500" frameborder="0" scrolling="no" marginheight="0" marginwidth="0" src="http://lineupbuilder.com/350x500/?p=11&amp;a=1&amp;t=&amp;c=f7f308&amp;1=GK_Vagner__388_174&amp;2=DL_Em%EDdio%20Rafael__311_60&amp;3=DC_R.%20Fernandes__331_130&amp;4=DC_Y.%20Tavares__333_205&amp;5=DR_Anderson%20Luis__317_284&amp;6=AC_Cabrera__154_177&amp;7=MC_Anderson%20Esiti__236_127&amp;8=MC_Diogo%20Amado__236_218&amp;9=AL_Toz%E9__122_53&amp;10=AR_Seb%E1__127_298&amp;11=FC_Kl%E9ber__72_175&amp;c2=ffffff&amp;c3=ffffff&amp;output=embed"></iframe>

DÍNAMO MOSCOVO

<iframe width="350" height="500" frameborder="0" scrolling="no" marginheight="0" marginwidth="0" src="http://lineupbuilder.com/350x500/?p=11&amp;a=1&amp;t=&amp;c=002fdb&amp;1=GK_Gabulov__388_174&amp;2=DL_B%FCtner__317_64&amp;3=DCL_Samba__327_138&amp;4=DCR_Douglas__327_211&amp;5=DR_Hubocan__317_284&amp;6=AL_Dzsudzsak__144_57&amp;7=MC_Vainqueur__238_133&amp;8=MC_Yusopov__237_209&amp;9=AR_Valbuena__148_295&amp;10=AC_Noboa__147_175&amp;11=FC_Kuranyi__66_176&amp;c2=ffffff&amp;c3=ffffff&amp;output=embed"></iframe>